quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

CURIOSIDADE: A origem do nome Renault Talisman

Apesar do nome Talisman na Renault ser recente para nós com a chegada da nova berlina da Renault, a marca francesa já o usa há vários anos para diversos fins, desde protótipos que nunca chegaram à produção, até veículos que nunca foram vendidos na Europa.

Em 2001, a Renault preparava-se para criar uma nova identidade visual, com uma estética mais "radical", que iria ser usada em carros como o Mégane II, o Avantime, entre outros. Assim sendo, surgiu nesse ano um protótipo chamado "Talisman" que apresentava o conceito visual que a Renault iria começar a adoptar.

Protótipo Talisman da Renault - 2001

Protótipo Talisman da Renault - 2001

Entretanto em 2015, foi apresentado o sucessor do Renault Laguna. Ainda não se sabia como se iria chamar, mas sabia-se que não se iria continuar chamar Laguna, para o novo modelo manter uma reputação limpa de problemas do passado que estavam associados ao nome Laguna. Haviam suspeitas que se iria chamar Atalans porque a marca tinha registado a patente desse nome recentemente. 

No entanto, chegou o dia 6 de Julho de 2015, foi apresentado o modelo, e chamou-se Talisman. Em inglês, a palavra significa talismã (amuleto de sorte). Este sim é o Talisman que nós bem conhecemos:



No entanto, não foram só estes os usos que a marca deu ao nome Talisman: antes de 2015, a Renault vendia no mercado chinês uma versão do Samsung SM7 com o logótipo Renault e com o nome Talisman, de segmento superior ao do Talisman que foi agora apresentado na Europa. Enquanto o Samsung SM7 se concentrava no mercado Coreano, a versão Renault vendia-se na China.


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

E se.. Renault Mégane Coupe (2 portas)

Recentemente, fizémos um Photoshop de como seria um Mégane Sedan baseado no Mercedes CLA, aproveitando as linhas esguias que fazem lembrar o estilo coupé, mas com 4 portas (veja aqui). Pois bem que o Renault Mégane Sedan já foi apresentado (veja aqui), portanto decidimos fazer outro exercício de um Mégane Coupé mas com umas verdadeiras 2 portas, baseado no já existente Mégane Sedan.

Infelizmente, não está prevista uma carroçaria Coupé para o novo Mégane. Nem para sequer o RS deverá contar com 3 portas, muito menos para as versões "normais".. Nem com uma estética "Liftback" (com um pequeno rabo, como no nosso photoshop), ou com uma estética "Hatchback". Mas felizmente, sonhar não custa, e ainda não paga impostos! Portanto, este é o resultado:

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Lado a Lado - Nissan Navara vs Renault Alaskan

Bem, acontece que foi recentemente apresentada a Pick-Up de 1 tonelada da Renault, a chamada Renault Alaskan, da qual falei no 2º tópico do post dos Destaques da Semana #2 (ver aqui).

E, como já é bem sabido, esta pick-up usa a plataforma da Nissan Navara (a mesma plataforma que a Mercedes também vai usar na sua Pick-Up). No entanto, não só usa a plataforma como também usa diversos outros componentes, nomeadamente do habitáculo. Aliás, corrigindo: a Navara não dá componentes do interior à Renault Alaskan: dá o interior todo.

Exteriormente notam-se algumas diferenças, mas detectar os traços genéticos da Navara é extremamente fácil no Alaskan. E portanto, decidimos fazer um post onde mostramos isso mesmo, colocando as duas Pick-Ups lado-a-lado. Como estão a perceber, isto vai-se tornar um autêntico jogo das diferenças..

(clique em cima da imagem para uma maior resolução)

sábado, 1 de outubro de 2016

Fotogaleria: Alfa Romeo Giulia Veloce







Alfa Romeo Giulia recebe tratamento Veloce


A Alfa Romeo desvendou agora uma versão mais apimentada do Alfa Romeo Giulia, mas que se situa abaixo da versão desportiva Quadrifoglio.

Chama-se Veloce, e estará disponível com dois motores: um 2.0 turbo com 280 cv e 400 Nm, ou um 2.2 turbodiesel com 210 cv e 470 Nm de binário disponível ás às 1750 rpm. A caixa de velocidades é uma automática sequencial de oito velocidades.

Mas não é tudo: A estética também foi alterada, e foi criado um párachoques frontal e traseiro exclusivo para esta versão. No párachoques frontal, notam-se as semelhanças com o párachoques da versão Quadrifoglio, mas foi ligeiramente alterado.. O párachoques traseiro é exclusivo desta versão, e conta com 2 ponteiras de escape incorporadas no difusor.

O principal destaque desta versão Veloce é, sem dúvida o sistema Q4, que consiste na tracção integral (4x4).

Espera-se a chegada do Giulia Veloce a Portugal no início de 2017.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Seat apresenta Mii by Cosmopolitan


A Seat apresentou no dia 15 de Setembro de 2016 no London FashFest (em Londres, Reino Unido) uma nova edição especial do citadino Mii, com assinatura da revista feminina de moda Cosmopolitan. Esta edição foi desenvolvidaem conjuto com 30 leitoras dessa mesma revista assim como com os respectivos editores, ao longo de 18 meses de desenvolvimento estético.


De acordo com a revista Cosmopolitan, "o SEAT Mii by COSMOPOLITAN é o companheiro perfeito para jovens confiantes, independentes e ativas, que vão aos sítios que interessam.", e que é "um carro muito atraente e repleto de personalidade". Esta já é a segunda edição especial do Seat Mii, que foi o caso do Seat Mii by Mango.


O Mii Cosmopolitan destaca-se pelas suas duas cores exclusivas de carroçaria à escolha: Violetto e Caddy White, assim como as capas dos espelhos em Bismuth. O tecto é em preto.


O interior também tem diversas personalizações estéticas: o tablier tem um design "fantástico" (de acordo com a Seat), e que conta com a cor Violleto (uma das cores disponíveis para o exterior), assim como alguns detalhes em Bismuth, nomeadamente nos pespontos dos bancos e volante. O estofos são em alcantara e PVC também na cor Violetto, com perspontos em Bismuth.



A responsável de marketing da Seat, Susanne Franz diz que a Seat deverá voltar a usar o conceito de criar edições especiais com a participação e opinião dos clientes.

sábado, 10 de setembro de 2016

Scania vs DAF: Afinal, quem copiou a quem?

Nos últimos dias, desde a apresentação da nova geração da Scania (veja aqui), tem sido muito discutida a sua estética. Um dos principais motivos é que as luzes do topo da cabine são muito vezes comparadas com as da DAF. Mas, se as colocarmos lado a lado, percebemos que de semelhantes não têm lá muito..

À esquerda: Luz do topo de cabine da nova Scania
À direita: Luz do topo de cabine da DAF XF

A verdade é que é difícil encontrar semelhanças nos dois formatos, portanto comparar os dois camiões pode ser um pouco... disparatado.

E há mais: A Scania lançou em 2002 este protótipo em miniatura, o Scania Stax:



Poucos anos depois, em 2006, a DAF apresentou a nova XF, com luzes do topo da cabine praticamente iguais às do Scania Stax:


Surgiu a nova geração da DAF XF, e mantiveram as mesmas luzes de cabine:


Como se isso não fosse suficiente, a nova DAF copia também os faróis a outro protótipo da Scania, o 2010 concept, apresentado em 1999:


Portanto: a nova Scania podia ter faróis iguais aos da DAF e mesmo assim não a iria copiar, podia ter luzes de topo de cabine e mesmo assim não a iria copiar, mas mesmo assim, lado a lado, a Scania jogou pelo seguro e não há grandes semelhanças entre a nova Scania e a DAF XF. 


A DAF é que se adiantou e usou o estilo dos protótipos da Scania. No final de contas, quem copiou a quem?

sábado, 3 de setembro de 2016

Vídeo: Skoda Kodiaq Driving Trailer


Skoda Kodiaq apresentado Oficialmente

Clique em cima da imagem para uma maior resolução.


Já há alguns meses que o novo SUV da Skoda, o Kodiaq, era esperado. Já tinham sido lançados vários teasers (veja aqui) e um concept que, de acordo com a marca, iria antever 90% da estética final do modelo, pelo que o aspeto do modelo até já era bastante previsível. Mas a verdade é que nada supera um lançamento oficial, o qual decorreu hoje, dia 2 de Setembro de 2016, depois de 4 anos de desenvolvimento e 1 milhão de quilómetros feitos em testes. No entanto, a apresentação ao público só irá decorrer no Salão de Paris, em Outubro.

Detalhe do painel dos mostradores.

Conta com versões de 5 e 7 lugares, que variam no espaço de bagageira, e número de lugares. Este modelo situa-se no segmento D, sendo um SUV que encaixa na gama ao lado da berlina Superb. Mais ao menos o que acontece na Renault entre o SUV Koleos e a berlina Talisman (veja aqui). Este modelo concorre com o Koleos da Renault, o X-Trail da Nissan, e o Touareg da Volkswagen.

Detalhe do farol dianteiro.

Detalhe do farol traseiro

No entanto, este modelo distancia-se dos restantes pelas suas soluções eficazes que tornam a vida a bordo mais completa. Pode-se dizer que a marca concentrou-se mesmo em ideias "Simply Clever", que fazem jus ao slogan da marca. Um bom exemplo é o espaço da bagageira que, tal como a Skoda tinha prometido, é o maior do segmento. A versão de 7 lugares conta com: 270 litros com os 7 bancos abertos, 630 litros com 5 bancos abertos, e uns "gigantescos" 2055 litros com todos os bancos rebatidos. Já a versão de 5 lugares, tem 720 litros com os 5 lugares colocados, e uns ainda mais gigantescos 2165 litros com todos os bancos rebatidos!


Guarda-luvas duplo

E esse é apenas um de muitos exemplos da eficácia e praticidade deste modelo: Destaca-se ainda a possibilidade de rebocar até 2.5 toneladas de peso! E para melhorar as manobras, até mesmo com um reboque lá atrás, o condutor pode contar com câmaras de 360º em redor da viatura, cujas imagens podem ser vistas através do ecrã táctil 6.5 polegadas (ou 8 polegadas, se optar pelo sistema Bolero) de infotainment, que conta também com o sistema Connect, assim como ligação ao telemóvel (com o sistema Android Auto e Apple CarPlay).

Detalhe da consola central

Não podemos também esquecer algumas curiosidades mais simples como o guarda-guardas-chuvas integrado nas portas, para não molhar o interior.

No que toca a assistências à condução, estão disponíveis sistemas como o Assistente dianteiro com travagem de emergência em cidade, sistema de proteção de peões, cruise control adaptativo, alerta de mudança de faixa, e alerta de veículos no ângulo morto.

Lugares traseiros do novo Skoda Kodiaq

Quanto a motores, vão estar disponíveis em Portugal os motores diesel 2.0 TDI com 150 ou 190 cv e os motores a gasolina 1.4 TSI com 125 ou 150 cavalos e o 2.0 TSI com 150 cavalos. Estes motores serão acoplados a uma caixa manual de seis velocidades ou a uma caixa automática DSG de seis ou sete velocidades. Deverá chegar a Portugal em Março de 2017. Este modelo vai estar disponível também em mercados como a Índia, China, e Estados Unidos.


Em 2018 é possível que venha surgir uma versão híbrida, concebida com base no motor 1.4 TSI a par com um motor elétrico, e juntos poderão criar 225 cavalos, e andar em modo elétrico durante 46 quilómetros. Em 2019, é de facto possível que surga uma versão completamente elétrica. E é possível que nos próximos tempos possa de facto surgir uma versão desportiva vRS deste SUV.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Nova Scania P vista durante o vídeo de apresentação da NextGenScania

No vídeo da NextGen Scania onde são mostradas as novas Scanias S e R (Atualização: O vídeo foi removido após a publicação deste artigo), são mostradas imagens das diversas cabines da futura Scania P. Nós organizámos as imagens, demos um tratamento para se verem um pouquinho melhor e aqui estão:

Scania P Topline

Scania P Highline

Scania P normal

Scania P Highline - cabine de dia

Scania P Normal - cabine de dia

Scania P Normal - cabine curta